“Luta pelo protagonismo luminoso na noite do Dubai.”

Olá, amigos e amigas! 

Ontem, madrugada de 6 de dezembro, tive uma noite diferente.

92_tempestade

Ao virmos de mais uma gravação a contar para a liga UFL (para os mais curiosos: Al Shabab 2 – 1 Al Whada), fomos brindados por uma demonstração de força e espectacularidade da Mãe-Natureza. Relâmpagos numa tempestade – que por esta altura ainda era – seca, que faziam do Dubai, per si uma miríade de luz e cor que abafa a noite estrelada na cidade. O início deste fenómeno observámo-lo da carrinha, uma vez que acabou por ser uma viagem mais longa, porque o nome do motorista que nos calhou não rimava com competência, e outras “ências” como inteligência, por exemplo…

Hoje aprendi mais umas coisas:

Os relâmpagos são tímidos e lêem os nossos pensamentos. Fotografei alguns, é um facto, mas juro, e não o digo para forçar nenhum sentimento pseudo-poético, que me pareceu que a tempestade cuspia os relâmpagos mais espectaculares precisamente quando, por algum motivo, parava de disparar a metralhadora fotográfica que improvisei. 

A procura de um melhor enquadramento, uma conversa paralela, uma hesitação…

TxTxxxXXxxx … CrrruuuOOOooooOOmmmm …

96_tempestade

91_tempestade
93_tempestade

Relâmpago! Clarão!! Trovão!… E um Limpos ou Nhekos fotográfico.

Então mais certinho era quando, por vaidade, mostrava alguma foto mais conseguida ao pessoal aqui de casa, e da outra para onde fui (obrigado pela hospitalidade Girão e Ivan), ou por orgulho ou curiosidade observava alguma com mais atenção no LCD da máquina.

95_tempestade

[Legenda da foto: As luzes que se vêem ao longe pertencem a uma das célebres Palm Island (Jumeirah), as ilhas artificiais em forma de Palmeira; e as luzes mais proeminentes e alaranjadas pertencem ao recém inaugurado Atlantis, mais um hotel luxuoso destas paragens.]

Enfim, por muito que o homem faça obra – e o Dubai é o epicentro delas. Ontem descobri que 25% das gruas de construção do mundo estão por aqui – a Natureza tem um poder infinito para surpreender mesmo com fenómenos tão vistos, revistos, estudados e documentados.  

Até um próximo,

PS – Boa recuperação, Miztá Brédman! É um início duma bonita prenda de natal. Se a vida fosse uma analogia ao McDonald’s, a Verónica seria a pessoa do mês, nos últimos 4 meses. Força aos dois.

94_tempestade1

 

Anúncios

~ por vitormartinho em Dezembro 7, 2008.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: